Uma história, uma lição de vida: Lionel Messi



É uma desforra bem pessoal, a história do menino austista aos 8 anos, anão aos 13, que via o mundo a 1,10 metros do solo. É esse mesmo, Lionel Messi, que botou corpo à base de tratamentos hormonais e que, 59 centímetros depois, encanta o mundo do futebol, naquele jeito singular de conduzir a bola colada ao genial pé esquerdo, como se o couro redondo fosse um mano siamês, uma mera extensão corporal, um órgão vital, inseparável.Por muito talento que tivesse, estaria o rapaz consciente do destino glorioso que lhe estava reservado?

Em 2000, sobrevoou o Atlântico para se curar de uma patologia hormonal. Lá na Argentina, na Rosário natal, os prognósticos médicos eram arrasadores: sem tratamento eficaz contra o nanismo, Lionel chegaria à idade adulta com 1,50 metros, no máximo.

Os diagnósticos alarmaram os Messi. E o custo também: mil euros mensais, ou seja, quatro meses de rendimentos da família de La Heras, um bairro pobre de Rosário. Mas o pai de Lionel não se resignou. Sabia que o filho, pequeno no corpo, era gigante no talento. E não aceitou a fatalidade. Nessa altura, o prodígio de dez anos despontava no Newells Boys, fintando meninos com o dobro do tamanho e marcando gols atrás de gols. O pai sugeriu ao clube que pagasse os tratamentos de Lionel. A resposta foi negativa. E o mesmo sucedeu quando os Messi foram bater à porta do grande River Plate.

Na adversidade, a família Messi teve mais força, com a ajuda de uma tia de Lionel, emigrada na Catalunha. E foi assim, em 2000, ainda antes de completar 13 anos, que Lionel e os pais viajaram até Lérida. Dias depois, o pequeno prodígio foi fazer testes no Barcelona. A enorme habilidade maravilhou os treinadores do Barça.

Carles Rexach, diretor do centro de formação do Barcelona, ficou encantado com o prodigiozinho argentino. Ao cabo de dois treinos, não hesitou e logo tratou de arranjar contrato. E ficou espantado com a proposta do pai do craque: o Barça só tinha de lhe pagar os tratamentos que os médicos argentinos sugeriam. Foi dito e feito.

Durante 42 meses, diariamente, Lionel levou injecções de somatropina, hormônio de crescimento inscrito na tabela de produtos proibidos pela Agência Mundial Antidopagem e só autorizada para fins terapêuticos. Em 2003, o medicamento fez de Lionel o que ele é hoje, um rapagão de 1,69 metros!

No Verão de 2004, aos 17 anos e já com contrato profissional, entrou para a equipe B do Barça. Mas fez só cinco jogos, porque aquele enorme talento não cabia no “Miniestadi”. Pedia palcos maiores. E rapidamente começou a jogar no time principal.  Assim começou a lenda.

Alguns anos depois, Messi teve a consagração absoluta. Foi eleito Melhor Jogador do Mundo de 2009, após uma época de sonho, concluída com um feito inédito do Barça “de las seis copas”: campeão de Espanha, da Taça do Rei, da Supertaça Espanhola, da Supertaça Europeia, da Liga dos Campeões e do Mundial de Clubes.

O craque que o Barça contratou pelo custo da terapia de crescimento é, hoje, a maior joia do futebol mundial, segurada por uma cláusula de rescisão de nada menos que 250 milhões de euros! E é, também, o mais bem pago de todos: o menino pobre do bairro de la Heras é, agora, multimilionário, recebendo 33 milhões de euros anuais em salários e publicidade.

“GRANDE LIÇÃO DO PAI QUE NÃO DESISTIU DO SONHO: CURAR O FILHO.”

Não focalizou no problema, mas na solução.

Adaptado da internet.

Musictonic.com


Musictonic é um interessante buscador de vídeos musicais. O diferencial é que, a partir do nome do cantor/cantora/banda, ele monta automaticamente duas playlists: uma com as canções do artista pesquisado e outra por afinidade musical, o que possibilita a ampliação do repertório e conhecimento de novos artistas.
Criado por um web designer de Barcelona, a página funciona bem. As listas são feitas a partir da combinação da Last FM com o Youtube.
Mais um ponto positivo é a possibilidade de encontrar, inclusive, grupos e cantores menos conhecidos que geralmente não compõem as relações dos sites mais conhecidos da internet.

Confira você também!

Santos Inocentes

No dia 28 de dezembro, na Igreja da Santíssima, comunidades, irmandades, e congregações se reúnem mais uma vez para a Celebração Eucarística dos Santos Inocentes.

A Missa dos Santos Inocentes é uma celebração pelas crianças, adolescentes e jovens assassinados na periferia de Salvador-Bahia. Há 10 anos vem sendo presidida pelo Bispo D. Geraldo Majella. A celebração tem por objetivo anunciar a vida e denunciar as práticas herodianas que espalham o terror em nossa cidade, ferindo violentamente tantas crianças, adolescentes, jovens e suas famílias.

O texto bíblico que fundamenta a celebração é Mateus 2, 13-18. Nessa passagem bíblica, o grande objetivo de Herodes era matar Jesus, por medo de que o garoto, no futuro, tomasse o seu lugar. O texto lembra a matança provocada pelos Herodes da atualidade, já que tantas crianças, adolescentes e jovens inocentes estão sendo mortas de forma injusta. A cultura de morte está presente em nossa sociedade. Crianças vivendo nas ruas, adolescentes nas sinaleiras, jovens vítimas de balas perdidas e alvo de traficantes. Percebemos também que a morte está presente no sistema: deputados querem diminuir a maioridade penal, falta estrutura no sistema de garantia de direitos da Criança e Adolescente, os orçamentos públicos não prevêem nada ou quantias insignificantes para infância e adolescência.

A missa dos Santos Inocentes é um convite a todos que acreditam na cultura de PAZ.
Como forma de materializar a cultura de paz, cartazes produzidos por crianças e adolescentes serão expostos na entrada da Igreja da Trindade.
Celebração dos Santos Inocentes

Quando: 28 de dezembro de 2010, às 09h.

Onde: Igreja da Santíssima Trindade, s/n – Água de Meninos.

Presidente da celebração: Dom Geraldo Majella Agnelo

And the winner is…


O MinC divulgou a diversificada lista dos 23 filmes brasileiros inscritos para representar o Brasil no Oscar 2011, categoria melhor filme estrangeiro.

Participe você também da votação pública que ajudará a Comissão na escolha do filme vencedor!

O resultado está previsto para dia 23 de setembro, na Cinemateca Brasileira, em Sampa.

Dicas do bom Português!

Dica do dia para escrever bem:

* “Faz” ou “Fazem” cinco anos? Fazer, quando exprime tempo, é impessoal: Faz cinco anos. / Fazia dois séculos. / Fez 15 dias.

* “Mau” ou “Mal”?
Mal opõe-se a bem e mau, a bom. Assim: mau cheiro (bom cheiro), mal-humorado (bem-humorado). Igualmente: mau humor, mal-intencionado, mau jeito, mal-estar.

Cadê o editor?

Geeeente… Cadê o editor do Correio? Cochilou, foi?!

Como deixa passar uma dessa?

Polvo Paul: 100%

Tudo bem, a Espanha levou o título, mas se o quesito for palpite, o Polvo Paul foi o grande campeão da Copa do Mundo.

Polvo Paul escolhe Espanha

Com 100% de acerto, o polvo profeta que vive na Alemanha ficou superfamoso e virou motivo de brincadeiras até entre ministros espanhois. Eles alertam sobre o perigo que Paul pode estar correndo agora!

Confira o vídeo do Polvo em ação sobre a final do Mundial!

Previous Older Entries